create-database

Excluindo diskgroup via asmcmd

Olá pessoal, o objetivo aqui é mostrar que via asmcmd também é possível remover um diskgroup. Vamos ver brevemente como fazer isso. Listamos os diskgroups: Então tentamos excluir o diskgroup: Veja que a mensagem se refere ao diskgroup estar montado em outra instância. Vamos então desmontar remotamente o diskgroup DATA que está também montado no[…]

asmcmd

Criando diskgroup via asmcmd

Olá galera, outra vez aqui com uma dica super rápida, desta vez vamos ver como criar um novo diskgroup utilizando o asmcmd. Vamos primeiro listar os discos disponíveis para serem utilizados: O status do disco “AFD:DATA01” é “FORMER”, pois eu já havia o utilizado em outro diskgroup anteriormente e como este diskgroup foi excluído o[…]

ASMFD

Apresentando novos discos ao ASM utilizando o ASMFD

Olá pessoal, o intuito aqui é mostrar rapidamente como apresentar novos discos para o ASM utilizando o ASM Filter Driver (ASMFD). No meu cluster possuo 2 nós: london1 e london2. A partir de um dos nós listo o disco compartilhado recém adicionado: Observe que este disco possui 12GB: Este será o disco que vou utilizar[…]

DBA-Brasil 2.0

DBA Brasil 2.0 – Extraindo o máximo do Oracle Grid Infrastructure

No dia 06 de Maio de 2017 teremos o DBA Brasil 2.0, um evento gratuito voltado para DBAs e desenvolvedores com foco em diversos bancos de dados. O evento acontecerá nas instalações do IBTA em São Paulo e eu serei um dos palestrantes. Vou falar sobre como você pode usufruir dos melhores benefícios que Oracle Grid[…]

acfs

ACFS para banco de dados e Flex ASM

Olá pessoal, ontem foi publicado mais um artigo meu sobre o ACFS na OTN. Objetivo: Explicar e demonstrar o uso do ACFS para o armazenamento dos binários do Oracle Home e o próprio banco de dados, registrar o filesystem ACFS para iniciar automaticamente, configurar os logs para serem gerados em um diretório unificado e apresentar[…]

acfs

Primeiros passos com o ACFS

Fala pessoal, saiu mais um artigo meu, desta vez sobre ACFS, na Oracle Technology Network. Neste artigo apresento algumas características do ASM Cluster Filesystem e também como configurá-lo para uso no seu ambiente com Grid Infrastructure. O ACFS (Automatic Storage Management Cluster FileSystem) foi introduzido na segunda release do Oracle 11g em 2009 e inicialmente[…]

Jumbo Frames

Configurando Jumbo Frames no Oracle RAC 11gR2

Bom dia galera, esse vídeo bem curto e sucinto feito pelo meu amigo Bruno Carvalho mostra na prática como habilitar o Jumbo Frames para usar na rede privada (interconnect) do Oracle RAC. O procedimento é o mesmo se você for fazer no Oracle RAC 12c. Lembrando que não é simplesmente habilitar o Jumbo Frames, o Switch[…]

GI12c

Instalando o Oracle GI12c for a Standalone Server no OEL6

Olá pessoal. Finalmente neste artigo vamos instalar o Grid Infrastructure e criar a instância do Oracle ASM.

Se você já instalou o Linux, ótimo, se não instalou pode seguir o artigo Instalando o Oracle Linux 6.4

Para instalar o GI 12c precisamos fazer download das mídias no site da Oracle neste link, você deve baixar inicialmente os pacotes .zip linuxamd64_12c_grid_1of2.ziplinuxamd64_12c_grid_2of2.zip.

Para conhecer um pouco mais sobre o Grid Infrastructure e um dos seus componentes, o Oracle ASM, leia Conhecendo o ASM.

Vamos ligar nossa máquina virtual criada no artigo Instalando o Oracle Linux 6.4 para começar a instalação do Grid Infrastructure 12c.

Configuração do Linux

1 – Depois de ligar a VM faça login com o usuário root e abra um terminal clicando com o botão direito sobre a área de trabalho.

Screen Shot 2015-12-27 at 4.50.07 PM

2 – Para saber seu IP e hostname digite os comandos a seguir:

# ifconfig
# hostname

Screen Shot 2015-12-27 at 5.12.25 PM

3 – Vamos ajustar o arquivo /etc/hosts onde precisamos inserir nosso IP e hostname.

# vi /etc/hosts

Para inserir usando o vi utilize o comando i, você verá que na barra de status aparecerá a palavra insert.

Insira seu hostname e IP conforme abaixo e também na figura.

# Oracle Server
192.168.25.138 loredata-srv.localdomain loredata-srv

Em seguida pressione e tecla “Esc” do teclado e em seguida os comandos “:wq”, para salvar seu arquivo hosts e sair do vi. Screen Shot 2015-12-27 at 5.16.29 PM
Screen Shot 2015-12-27 at 6.14.07 PM

4 – Teste sua conexão com a internet.

# ping google.com

Ctrl+C para parar o comando ping.

Screen Shot 2015-12-27 at 6.26.50 PM

5 – Agora vamos instalar o pacote Oracle ASM Support.

# yum install -y oracleasm-support

Screen Shot 2015-12-27 at 6.33.49 PM

6 – Caso você esteja usando o Red Hat Compatible Kernel for Oracle Linux 6 você pode instalar o driver ASM utilizando o comando abaixo. Alguns pacotes necessários serão baixados e instalados quando você executar o comando.

# yum install -y kmod-oracleasm

Screen Shot 2015-12-27 at 6.48.05 PM

Caso você precise dos pacotes do Oracle ASM para outro Linux, você os encontrará aqui.

7 – Para instalar o Oracle ASMLib 2.0 vamos fazer download diretamente do site da Oracle. Para facilitar vou abrir o browser Firefox do Linux e baixar diretamente por ele. Escolha a opção para a sua plataforma, no nosso caso é arquitetura x86_64. Quando aparecer na tela a opção de download escolha para salvar o arquivo.

Screen Shot 2015-12-27 at 7.00.39 PM

8 – Depois de baixar o pacote precisamos instalá-lo. Por padrão ele estará salvo no diretório /root/Downloads.

# rpm -ivh /root/Downloads/oracleasmlib-2.0.12-1.el6.x86_64.rpm

Screen Shot 2015-12-27 at 7.04.43 PM

9 – Vamos instalar agora o pacote pré-instalação dos softwares Oracle. Ele vai configurar bastante coisa pra gente, desde parâmetros de Kernel até a criação do usuário oracle.

# yum install -y oracle-rdbms-server-12cR1-preinstall

Screen Shot 2015-12-27 at 7.25.23 PM

10 – Precisamos configurar o módulo do Oracle ASM.

# oracleasm configure -i

Você pode preencher as opções solicitadas conforme abaixo e também na imagem:

oracle
oinstall
y
y

Screen Shot 2015-12-27 at 7.28.26 PM

11 – Vamos desligar nossa VM para adicionar os discos que serão apresentados ao ASM.

# shutdown -h now

Screen Shot 2015-12-27 at 7.31.25 PM

Criação dos discos

12 – Precisamos criar os discos virtuais no Virtual Box, dessa forma simulamos novos discos físicos que estariam sendo adicionados. Siga as imagens a seguir para concluir o procedimento no Virtual Box.


13 – Inicie novamente a sua VM e faça novamente login com o usuário root.

14 – Abra o terminal clicando com o botão direito na área de trabalho.

15 – Verifique se os discos que adicionamos foram identificados pelo Linux.

# fdisk -l

Screen Shot 2015-12-27 at 10.49.22 PM

Podemos observar que há 3 discos: /dev/sda, /dev/sdb e /dev/sdc. Somente o /dev/sda possui partições e estas configuramos na instalação do Linux.

16 – Vamos criar as partições dos discos /dev/sdb e /dev/sdc para que possamos criar os discos lógicos do ASM.

# fdisk /dev/sdb

A sequência do prompt é:

n
p
1
<enter>
<enter>
w

Screen Shot 2015-12-27 at 10.54.25 PM

Verifique as partições do disco /dev/sdb.

# fdisk -l /dev/sdb

Screen Shot 2015-12-27 at 10.57.20 PM

Agora vamos fazer o mesmo para o disco /dev/sdc.

# fdisk /dev/sdc

Mesma sequência do prompt:

n
p
1
<enter>
<enter>
w

Screen Shot 2015-12-27 at 11.02.59 PM

Verifique as partições do disco /dev/sdc.

# fdisk -l /dev/sdc

Screen Shot 2015-12-27 at 11.05.50 PM

17 – Coloque o SELinux como permissive alterando o arquivo /etc/selinux/config

# vi /etc/selinux/config

Screen Shot 2015-12-27 at 11.23.52 PM

18 – Pare e desabilite o firewall.

# service iptables stop
# chkconfig iptables off

Screen Shot 2015-12-27 at 11.28.40 PM

19 – Reinicie o Linux.

# reboot

20 – Depois de particionar os discos, configurar o SELinux, desabilitar o firewall e reiniciar o Linux, abra o terminal. Agora vamos criar os discos lógicos do ASM, para isso precisamos usar as partições criadas em cada disco.

A partição /dev/sdb1 vamos criar como CRS e a /dev/sdc1 como DATA.

# oracleasm createdisk CRS /dev/sdb1
# oracleasm createdisk DATA /dev/sdc1

Screen Shot 2015-12-27 at 11.38.06 PM

21 – Liste os discos lógicos criados no ASM.

# oracleasm listdisks
# oracleasm querydisk CRS
# oracleasm querydisk /dev/sdb1
# oracleasm querydisk DATA
# oracleasm querydisk /dev/sdc1

Screen Shot 2015-12-27 at 11.41.08 PM

Instalação do Grid Infrastructure 12c

22 – Se você, assim como eu, fez download das mídias do Grid Infrastructure pelo Firefox do Linux logado com o usuário root sugiro mover os arquivos para outro diretório e depois definir o oracle como dono deles.

# cd /root/Downloads
# mv linuxamd64_12102_grid_* /u01

Screen Shot 2015-12-30 at 8.59.26 PM

23 – Vamos criar a estrutura de diretórios que serão as variáveis de ambiente ORACLE_BASE e ORACLE_HOME e em seguida vamos alterar o dono dos diretórios e subdiretórios do /u01.

# mkdir -p /u01/app/oracle/product/12.1.0.2/dbhome_1
# mkdir -p /u01/app/oracle/product/12.1.0.2/grid
# chown -R oracle:oinstall /u01
# chmod -R 775 /u01

Screen Shot 2015-12-30 at 9.22.27 PM

24 – Precisamos definir uma senha para o usuário oracle e fazer login com ele no Linux.

# passwd oracle

Screen Shot 2015-12-30 at 9.09.38 PM

25 – Fazemos logout do root e login no oracle.

[…]

asm_illustration

Conhecendo brevemente o ASM

Olá pessoal, Neste artigo vamos conhecer um pouco sobre o ASM (Automatic Storage Management). O ASM é um software que gerencia os discos que serão utilizados pelo banco de dados Oracle que vamos instalar posteriormente. Normalmente as instalações básicas não fazem uso do ASM, pois é um recurso a mais que precisa ser instalado, configurado e administrado, mas deixando[…]

servers-talking

Compreendendo o que é alta disponibilidade

Olá pessoal! Nesse primeiro post vamos falar sobre alta disponibilidade ou high availability (HA). Vai ser um conteúdo introdutório para a próxima sequência de posts. O que realmente é a alta disponibilidade? Quanto disponível é esse alto? O altamente disponível é sinônimo de sempre disponível, mas na prática não é assim que acontece. Os orçamentos[…]